Conjunções

Conjunções

Conjunção é a palavra que serve para ligar termos semelhantes de uma oração, também serve para ligar as orações. As conjunções podem estabelecer relação de coordenação ou subordinação. Vale lembrar que a conjunção é uma classe gramatical invariável, não sendo possível flexioná-la em gênero e número. Logo abaixo iremos entender mais sobre essa classe de palavras, que é de extrema importância e tem caído com frequência em concursos.

Leia Também: Como Usar os Porquês? [Por que, Porquê, Porque e Por quê]

Conjunções coordenadas

Uma conjunção poderá ser classificada como coordenada, quando ela não depender sintaticamente de outras, assim como uma oração ligar termos que tenha a mesma função gramatical. As conjunções coordenadas são cinco: “aditivas, adversativas, alternativas, conclusivas e as explicativas”, logo abaixo veja o papel que cada uma delas exercem dentro da oração:

 

ADITIVAS – Expressa ideia de adição (soma). Elas poderão ser as seguintes: e; nem; mas também; bem como; não só…mas também,…

Agora vejamos algumas frases com “conjunção coordenada aditiva”:

  • A garota dançou e cantou;
  • Nem cantou, nem dançou;
  • João gosta de futebol, mas também de golfe.

 

ADVERSATIVAS – Expressa ideia de adversidade ou oposição.  As conjunções adversativas são: mas; porém; contudo; todavia; entretanto; no entanto; não obstante,…

Vejamos alguns exemplos:

  • Terá aula, mas não poderei ir;
  • Ele correu, porém não alcançou;
  • Queria ir ao shopping, contudo, tive que estudar para o concurso.

 

ALTERNATIVAS – Expressa ideia de alternância. Ex: ou…, ou…, já…, já…, quer…, quer…,ora…, ora…

Veja três frases com ideia de alternância:

  • Ou grita, ou canta;
  • Quer chova, quer faça sol;
  • Ora cantava, ora dançava.

 

CONCLUSIVAS – Passa uma ideia de conclusão para o leitor, vejamos algumas delas: assim, então, logo, pois (quando estiver depois do verbo), por conseguinte, por isso e portanto.

Exemplos:

  • Mudaremos de casa, assim arrumaremos as malas;
  • Fiz de tudo aqui, então vou descansar;
  • Estou de férias, portanto não trabalharei.

 

EXPLICATIVAS – Transmite ideia de explicação: que, porque, pois (quando vim antes do verbo), porquanto,…

Exemplos:

  • Farei amanhã porque hoje estou cansado;
  • Vou embora daqui, que estou cansado de esperar;
  • Fui dormir, pois estava com sono.

Português Prático e fácil

Conjunções Subordinadas

As conjunções subordinadas são termos que ligam duas orações sintaticamente dependentes. Essas conjunções subdividem-se em integrantes e adverbiais, agora vamos explicar sobre cada uma delas.

Integrantes:

As conjunções integrantes, QUE e SE, introduzem as orações que equivalem a substantivos, fazendo funcionar como sujeito, objeto direto, predicativo, aposto, agente da passiva, objeto indireto e complemento nominal.

  • Espero que você volte;
  • Desejo que você seja feliz;
  • Não sei se existe bicho papão;
  • Não sabemos se você deseja ir ou ficar.

 

Adverbiais:

As conjunções subordinativas adverbiais,  indicam que tal oração subordinada por elas introduzida exerce a função de adjunto adverbial da oração principal. Ao todo são 9 conjunções, podemos classificá-las da seguinte maneira:

CAUSAIS

Introduzem uma oração que indica a causa da ação mostrada na oração principal. São elas: porque, que, como (quando igual a “porque”, no início da frase), pois que, visto que, uma vez que, porquanto, desde que, posto que, etc. Vejamos alguns exemplos:

  • A cidade ficou alagada porque o rio transbordou.
  • Não fomos ao shopping visto que estava chovendo muito.

 

CONDICIONAIS

Introduzem uma circunstância que indica hipótese ou a condição com relação a oração principal. São elas: se, caso, contanto que, desde que, salvo se, a não ser que, a menos que, sem que, etc.

  • Não irei à escola, a não ser que mude de ideia.
  • Se você não for ao colégio, avise ao diretor.

 

CONCESSIVAS

A oração introduzida expressa ideia contrária à principal, porém, não impede sua ação. Vejamos elas: embora, ainda que, apesar de que, mesmo que, se bem que, por mais que, posto que, conquanto, etc.

  • Embora eu vá de carro, chegarei atrasado. 
  • Maria pulou corda, apesar de que estava doente. 

 

CONFORMATIVAS

Indica uma conformidade em relação com a oração principal. As conjunções conformativas são: conforme, consoante, como, segundo, etc.

  • O churrasco estava como esperado.
  • Faça o trabalho segundo as ordens do patrão.

 

COMPARATIVAS

Expressa uma comparação com um dos termos da oração principal, são elas: como, que, assim como, tal como, como se, tão… como, tanto como, tanto quanto, do que,  tal, que nem, quanto, etc. Vejamos como elas aparecem em uma oração!

  • Ele é feio tal como o pai.
  • João é estudioso tanto quanto o Marcos.

 

TEMPORAIS

Expressam circunstância de tempo, em relação ao fato ocorrido na oração principal: enquanto, quando, desde que, assim que, antes que, depois que, logo que, sempre que, etc,…

  • Eu me sinto alegre assim que começa a aula.
  • Enquanto estudo, eles se divertem.

 

CONSECUTIVAS 

Introduzem uma oração onde indica uma consequência do fato mencionado na oração principal. Vejamos cada uma delas: São elas: de modo que, de sorte que,  sem que, de forma que, de jeito que, que (quanto precedido por uma palavra como: tal, tão, cada, tanto, tamanho), etc,…

  • O cão era muito valente de modo que mordeu o rapaz.
  • A vontade era tanta que ele comprou o carro.

 

PROPORCIONAIS

Exprimem uma ideia de proporção referente ao fato mencionado na oração principal, vejamos elas: à medida que, à proporção que, tanto mais, tanto menos, ao passo que,  quanto mais, quanto menos, etc.

  • À medida que o tempo passa, ficamos mais velhos.
  • Quanto mais estudo, mais gosto de estudar.

 

FINAIS

Exprimem uma finalidade, são elas: para que, a fim de que, que, porque, etc.

  • Estou aqui para te ouvir.
  • Andei de trem, a fim de que pudesse ver as paisagens.

Como Aprender Português de Maneira Prática?

Aprender português é a garantia de boas notas em provas de concursos, vestibulares e no Enem. Isso porque muitos alunos erram questões de qualquer disciplina, simplesmente por não saber interpretá-las. O português também é a matéria certeira em todas as provas, além de ser a disciplina de maior peso em vários concursos.

Deixe a concorrência para trás! Conheça o melhor e mais completo curso de língua portuguesa. Pressione SIM, Eu quero aprender português de forma prática!

Português para concurso públicos

 

Esse texto sobre “Conjunções” foi criado por Fredson Santana.

Compartilhe

Um comentário sobre “Conjunções

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *